sexta-feira, novembro 24, 2006

Dos melhores...

... filmes que já vi.

Nunca fui muito sentimentalista. Aquela coisa do ficar choroso por qualquer coisa que seja, nunca fui assim...

Tenho um amigo que no cinema normalmente dorme. No Filme "Born on the Fourth of July"... chorou !!!

Desde que a minha mãe faleceu em Agosto de 1989 que se me gelou o coração sentimentalista. Nada me afectava o sentimento e a mais banal frase do "coitado..." a mim passava-me ao lado.

Quando nasceu o meu primeiro filho tudo mudou... Comecei a ver as coisas de outra forma.

Um dia troxe para casa o filme " La vita é bella" de Roberto Benigni .

Era noite e a familia já dormia. Coloquei o filme no video para ver e... crasch. Algo cá dentro se partiu. Olhei o filme e vivi-o como se de mim e do meu filho se tratasse. Olhei para a humanidade e pensei... "ainda nos queixamos de pequenos problemas". "aquilo é que é uma luta de um pai para salvar um filho sem que o pequeno se aperceba do que realmente se passa".
Aquilo poderá ter-se passado.
Aquela luta foi uma vitória. Aquilo realmente foi um verdadeiro amor de pai.

Este foi um filme que fez surgir uma pequena lágrima no canto do olho. Lágrima essa que me esforcei muito para que não se soltasse, mas no entanto ela foi mais forte do que eu...

Para quem ainda não viu o filme, aconselho a ver...

Bom fim de semana

7 comentários:

a Prinçusa disse...

oh ja me falaram desse filme. e eu quero ver.

belinha disse...

Ainda não vi este; mas vi Nascido a 4 de Julho, lembro-me muito bem.Nesse ano o melhor filme foi Driving Miss Daisy e eu fiquei piursa pois queria que o Nascido levasse o Óscar.

Eu choramingo muito pouco e no cinema ainda menos.Excepção: filmes de animção.É certinho.Chega a ser embaraçoso...

Bowling for Columbine: acabou lá para as 3 da manhã. Eu ainda não tinha visto.E vale a pena.Agora percebo porque é que houve muita gente incomodada com ele.

Bom fds!

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Jorge:

Já vi... é achei espectacular.
Como em tudo, é nas coisas simples que se encontra a verdadeira dimensão da vida.


Um abraço,

PS: É meu previlégio informar-te de que estás como Blog da Semana no Estados Gerais.

Mariana disse...

Gosto muito =)
Aquele senhor actor, é de se lhe tirar o chapéu... Óh se é!

*

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

esse filme é tao tao tao especial!!!! e compreendo os teus sentimentos e a luta "contra" eles! beijao enorme!

Cristina disse...

Adorei também
:)

Pensamentos Felizes disse...

"A Vida é Bela" é dos meus filmes favoritos. O amor daquele homem pelo seu filho e pela sua mulher, a sua luta constante em preservar a vida e a inocência do seu filho no campo de concentração mesmo até na hora da sua morte, toca fundo na alma. É uma linda e triste história de amor com uma grande mensagem. Quem não viu deve ver concerteza.