segunda-feira, janeiro 29, 2007

???!!! Cidade Fantasma ??!?!!

Tenho olhado com alguma atenção para a cidade e Concelho da Figueira da Foz, nestes últimos tempos.

Não sendo natural desta região, foi com apenas sete anos de vida que os meus pais para cá me trouxeram. Aqui já vivi grandes alegrias e angustiantes tristezas.

Hoje, olho para esta Concelho/cidade e, com alguma amargura, nostalgia diria, vejo um espaço com tanta potencialidade a passar ao lado de um desenvolvimento capaz.

Quantos são os Concelhos/cidades neste País que têm simultaneamente uma praia maravilhosa, uma serra que pode proporcionar agradáveis momentos de lazer e um rio para viagens de tranquilos passeios?

Quantos são os Concelhos/cidades neste País que têm as potencialidades económicas que este tem ?

Um Porto Comercial marítimo para entrada e saída de mercadorias, geograficamente bem posicionado.



Acessos rodoviários muito bons com a A14 no topo e o acesso ao sul a ser melhorado com a construção da nova ponte.

Um terminal ferroviário associado ao Porto Comercial e que poderia ter um ramal para a Zona Industrial.



Um Aeródromo empacado não se sabe bem em quê, que poderia ser utilizado por aeronaves de médio porte para transporte de mercadorias, bem situado e de fácil acesso.



E uma Zona Industrial de grande área e outra tanta capacidade de sucesso.

Poucos serão os Concelhos neste País com estas possibilidades.

Então se este Concelho/cidade tem estas possibilidades todas, económicas, turísticas e sociais, porque é que está com um aspecto de sub-desenvolvimento ?

Não estará na hora das "pessoas" porem de lado a sua vaidade, egoísmo, egocentrismo, inveja e tudo mais, arregaçarem as magas e debruçarem-se na construção de um Concelho/cidade melhor??

Eu não quero criar uma situação de demagogia, mas estranho é que os anos passem e eu observe que este Concelho/cidade não anda para a frente nem está parado... está a andar no tempo para trás e nenhum dos responsáveis politicos alguma coisa faça para inverter a situação.
Não será no refúgio da já cansada frase "Isto está mal" que as coisas se vão resolver. Penso que quem não se sente com capacidade de levar isto para a frente, deve abandonar o barco.
Os "ratos" de convés devem saír também e, como diz o povo "Quem os tiver no sitio" que agarre uma causa de salvação, pegue no leme e salve este Concelho/cidade do naufrágio que se adivinha e avizinha.

Se assim não for feito em tempo útil e célere, um destes dias vamos ver à entrada do Concelho/cidade um placar com o escrito "Figueira da Foz - População 0", e pelas ruas a rolarem tufos de ramos secos como nas velhas cidades fantasma do Oeste.
Fotos: Aeroclube e Figueira.com

9 comentários:

a Prinçusa disse...

ja me disseram q é uma cidade/concelho lindo mas nunca ai tive...

João Silva disse...

Se calhar a culpa é do Santana Lopes! eheheh

agora a sério....é um facto, a figueira tem tudo para cer uma pólo estratégico e gerar riquesa de uma forma a que a cidade cresce em modernidade.

O porto comercial, (não sei se resolveram isto), tem um probema pois a barra não é segura e está geralmente muito açoreada. Quando há mau tempo, a barra da figueira é geralmente das 1ªs a encerrar se nao fôr a 1ª mesmo. Isso é um factor importante que poe explicar alguma coisa.

belinha disse...

Pois é Jorge, eu também não nasci aqui mas já aqui vivo há anos e anos e isto não está nada bem, aliás, conseguiram terminar com algumas coisas de que eu gostava na cidade e poucas ou nenhumas novas surgiram para me cativar.Há duas semanas precisei de fazer umas fotografias para um trabalhito e andei por aí às voltas de máquina em punho. Fiquei chocada: chamar-lhe cidade fantasma é bem apropriado.É claro que se vive bem aqui, não digo que não, mas isso também depende da vida que se quer fazer, é um pouco relativo. A cidade é arejada, não sofre de poluição crónica, tem infraestruturas mínimas, não tem gravíssimos problemas sociais, embora tenha alguns,e um deles é desde logo o de não gerar empregos para quase ninguém.Mas é sobretudo um dormitório.A vida restante não acontece, o desenvolvimento encerrou para obras!Ainda não percebi que perfil é que as entidades oficiais querem desenvolver para a Figueira da Foz- se uma cidade cultural, se uma cidade turística, se uma cidade comercial, se uma cidade industrial ou portuária. Quando apanho os jornais leio críticas, intenções mas nada é muito claro e nada se faz, ou pouco.Como se faz eu também não sei. Será que não sabem como?Será que sabem mas não têm meios?Mas não sou eu que me sento na Câmara.O que eu vejo é terras e até terreolas com menos potencialidades a darem o salto e a Figueira a viver à sombra das glórias passadas e à espera do Agosto...

Jorge Ortolá disse...

Prinçusa:

tens de cávir ver isto. Não venhas é com grandes espectativas. Pelo menos fora da época de Verão.
Beijos

João Silva:

Só falta mesmo por as culpas no Santana. Que fazer ?!...

Abraço

Belinha,

Terei que me candidatar à cadeira do poder ???

Vamos ver. Desafios já surgiram.

Quem sabe ...

Beijo

Cristina disse...

é uma pena pois a Figueira é uma cidade tão linda, mas no inverno é mesmo assim...
Adoro o teu calendário, acho que vou buscar um igual ;)
beijinhu

veritas disse...

Olá Jorge!

A Figueira é uma cidade com muito potencial. Só recentemente comecei a descobri-la e a reparar mais nela, porque é a terra natal do meu marido. No que concerne à praia o que penso é que as pessoas hoje em dia preferem águas mais cálidas. Acho que tens razão nas tuas observações. A Figueira, no entanto, já foi a cidade da moda, penso que durante os anos 40 e 50.

Bjs. Força para os teus projectos.

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Jorge:

Há distracçãoes imperdoáveis.
Ainda a poucos anos atrás a Figueira da Foz estava na "crista da onda".
A "côr laranja" que ultimamente a tem dominado parece que a tem feito regredir.

Aguardo a sua importante opinião no que diz respeito ao último artigo colocado no Estados Gerais. Pode ser que eu esteja a analisar mal a situação e assim poderei corrigi-la.

Um abraço,

dass disse...

Realmente a Figueira merecia mais! E para que aqui possamos ficar e viver a nossa vida precisamos verdadeiramente de mais e melhor!

Aníbal José de Matos disse...

Estou perfeitamente de acordo com o seu artigo.
Cumprimentos do
Aníbal