quarta-feira, julho 12, 2006

Classifiquem...







Peço-vos uma coisa simples

apenas que classifiquem numa escala de 1 a 10, qual a "obrigação" destas entidades procederem a iniciativas de sensibilização directas na Prevenção e Segurança Rodoviária ou cooperarem com iniciativas de particulares nesse sentido.

Vos direi mais tarde qual ou quais as que cooperaram com as acções que vou desenvolver.
Boa Noite

7 comentários:

Zé do Asfalto disse...

Qualquer das entidades deveria promover acções que não aquelas de audiovisual que apenas têm impacto temporário.
Acções de formação são necessárias, assim como é necessário que os condutores adiram às iniciativas.
Se as entidades não realizam as acções, então deveriam apoiá-las financeiramente, mas não sem exigirem um relatório por iniciativa apoioada.
Nota 8 no apoio financeiro.

veritas disse...

Penso que entre todas deve existir um associativismo, pois todas se devem unir com um fito comum.

Onde há Galo... disse...

A obrigação é do estado português. São demasiados "institutos" para uma missão tão simples. Mas... pondo as coisas de 1 a 10 e tendo em atenção os "logos" presentes, 10 para PRP. Ainda que mal pergunte: no meu tempo de ciclo preparatório existia uma disciplina (sou sincero que não me lembro o nome), que nos ensinava as regras básicas do trânsito, os sinais e do civismo na estrada. Ainda se pratica ou "paz à sua alma"?

Jorge Ortolá disse...

Para "onde há galo":
Não havia disciplina. Havia sim uma visita da PRP às escolas e faziam uns trajectos. Agora, Paz à sua alma.
Foi-lhe cortada a verba em 2 Milhões de Euros. Agora, cobram o serviço.

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Ola ola :) como nao sou portuguesa e ainda nao vivo ai, nao conheco essas siglas, apenas sei que aqui em França gabam-se de dizer que em Portugal morre-se mto mais no carro do que aqui.
ENFIM!

Tens mulher angolana é?

beijokas e obrigada pela visita.

Elite

Onde há Galo... disse...

Numa coisa estamos de acordo: Paz à sua alma. Mas o facto é que existia a aula Sinais de Trânsito que referi. Tenho 47 anos, terá sido (foi) uma experiência efémera e, com muita pena minha, acabou. Tive essas aulas (não me lembro se quinzenais ou mensais) no velhinho ciclo situado (na altura) no local onde está hoje o ex-terminal de camionagem. E posso garantir: era uma aula do género das aulas de código nas Escolas de Condução actuais, sem as novas tecnologias. Pelo menos, eramos "obrigados" a saber os sinais de trânsito e algumas regras básicas. Ás vezes retroceder significa evoluir, sem esqecermos que "é de pequenino que se torce o penino". Um bom fim de semana e... continue.

Jorge Ortolá disse...

Pois eu já não apanhei esse tempo.
Lembro-me que uma vez por ano vinham os senhores da PRP distrinuir uns sinais no papel e fazer umas gincanes, que não eram para todos.
pena que não pensem todos que "de pequenino se torce o pepino".
Depois conto o porquê.
Bom fim de semana