sexta-feira, setembro 08, 2006

II Segurança Mais

Clique na imagem para aumentar.

3 comentários:

veritas disse...

Olá Jorge!

Penso que a condução defensiva é a resposta à condução agressiva em que são exímios tantos "artistas" nas nossas estradas...esquecem-se que também existe a expressão, muitas vezes concretizada "isso é a morte do artista"...por exemplo, se vais na tua mão e vem alguém a ultrapassar em sentido contrário, não tens berma suficiente para te desviares, que condução te vai defender nesse momento? É que isso aconteceu-me ontem...a sorte é que existia uma berma bem larga...onde me refugiei...

Bjs.

DE PROPOSITO disse...

Há muitas coisas que sem parecerem 'interessam'. Todos nós sabemos das tropelias que se fazem na estrada, aqui cito apenas o excesso de velocidade. Que maravilha, o excesso interessa assim como o mal. Já pensaram o que seria do mundo se fosse tudo gente boa. Mas o que quero dizer é que o excesso de velocidade era fácilmente controlado. Bastava que as viaturas não andassem a mais de 120 Km (a tecnologia pode fazer isso). Mesmo assim ainda havia muita margem para umas multazitas. A velocidade nas povoações e nas estradas normais.
Desculpem a ousadia da postagem.
Fiquem bem.
Manuel

Onde há Galo... disse...

Pensas logo em grande. Já não te contentavas (vindo da Alemanha) de um BM ou um Mercedes dos mais fraquinhos. Imagino que se a encomenda viesse de Itália...