quarta-feira, março 21, 2007

Obrigado Sr. Vereador Lídio Lopes


Há pequenos gestos que, sendo insignificantes para quem os vê de fora, são enormes e grandiosos para quem deles usufrui.

Neste campo de pequenos/grande gestos, tenho-me cruzado com Lídio Lopes, em algumas actividades onde participo de forma activa e noutras actividades onde estou de uma forma mais paralela e de apoio de bastidores.

P último pequeno/ grande gesto deste homem (Lídio Lopes) surgiu hoje, na qualidade de Vereador do Pelouro da Juventude.

Depois da recusa da Autarquia Figueirense em permitir a circulação de autocarros aos sábados e aos domingos, O Vereador da Juventude, e porque , tal como eu, acredita que o escotismo é um complemento à formação cívica das crianças e jovens e uma mais valia na construção do seu "eu", arregaçou as mangas e foi em busca da solução ao problema da falta de transporte que se tinha colocado.

Podia ter-se acomodado à recusa camarária. Contrariamente, sabendo da responsabilidade que tinha assumido para com a população jovem ao aceitar este pelouro, procurou a resolução.

Hoje um telefonema veio confirmar que o Sr. Vereador Lídio Lopes tinha terminado com o problema e, após algum trabalho, havia encontrado a solução.

"- Sr. Jorge Ortolá. Há autocarro para levar os escuteiros Lobitos na sua viagem de estudo, formação e enriquecimento cultural". - Foi-me comunicado pelo gabinete do Sr. Vereador Lídio Lopes.

Este Sr. encontrou uma forma de o seu gabinete (entendo-o assim) patrocinar o transporte das crianças.

Da minha parte e da parte dos "Lobitos" e suas chefes do Grupo 10, obrigado Sr. Lídio Lopes por ser o Vereador da Juventude e trabalhar em prol do bem estar dos mais pequenos.

3 comentários:

dass disse...

Os pontos positivos também merecem ser notados! Ainda bem que alguém teve bom senso e vontade-

Pensamentos Felizes disse...

Ainda bem que houve disponibilidade e vontade política :)
Desejo uma boa viagem aos lobitos
beijinho
Cris

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Jorge:

Isso prova que ainda há pessoas sérias na política.
Um abraço,