quinta-feira, abril 12, 2007

Incompetências


Incompetência é a palavra mais simpática que me surge para definir os serviços do Departamento de Urbanismo da Câmara Municipal da Figueira da Foz.

Não todos quantos os que lá laboram, mas grande parte deles.

Não é possível que, para dar despacho a duas fotocópias, alguém demore quase uma semana a por uma assinatura num papel.

Isto meus amigos é incompetência e não falta de tempo ou trabalho a mais.

Refugiar-se este departamento na justificação " Dependendo da disponibilidade dos serviços" para não cumprirem com o factor "urgente" é inadmissível.

Se sabem à partida que não conseguem cumprir com o prazo inerente, então não o disponibilizem.

Numa autarquia que se queixa de falta de dinheiro, não aproveitar os pedidos urgentes para fazer mais algum, é porque as pessoas que têm essa responsabilidade são inoperacionais para o cargo que ocupam e devem ser afastadas desse posto.

Não sou saudosista. Para mim o que lá vai, lá vai. No entanto, digam o que disserem, quando Pedro Santana Lopes estava na autarquia, as urgências eram para o mesmo dia se requeridas de manhã e para a manhã seguinte se requeridas no período da tarde.

O período normal de entrega de requerimentos era de 48 horas.

São neste momento 15:00 horas. Contactei, mais uma vez, com o Urbanismo à 10 minutos atrás.

Resposta " Está para despacho".

Depois de uma conversa mais agreste da minha parte para com uma senhora que me atendeu e que apenas se identificou quando lhe solicitei o nome (quando atendem o telefone deveriam logo identificar-se), quando lhe informei que iria recorrer ao factor "C", eis que a minha senhora me telefona a informar que o Urbanismo da Câmara Municipal da Figueira da Foz lhe tinha telefonado a indicar que o requerimento estava pronto e que podia ser levantado.

Em apenas 10 minutos, conseguiu-se o que tardou desde as 10:00 horas da manhã de segunda-feira dia 9 até às 15:00 de quinta-feira dia 12.

Haja paciência...

Não vou apresentar nenhuma reclamação, pois no meio de tudo isto tiveram o bom senso de não me cobrar taxa de urgência.

Paguei € 5,70.

Com a minha urgência teria pago à autarquia € 11,40.

Não é muito, mas multiplicado por 3 000 ou 4 000 casos por ano já dá uma boa maquia.

Cabe ao Sr. Vereador do Urbanismo, que se não estou em erro é o próprio Duarte Silva, por ordem na casa.

5 comentários:

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Jorge:

Tens que esquecer isso rapidamente senão vais ficar "traumatizado" :-)
Desejo-te um óptimo fim de semana.
Um abraço,

Cris disse...

Olá, Jorge...Como estás , amigo? O que você descreveu não é apenas aí, não...Bj!

Rafaella disse...

Por aqui tenho vivido situação semelhante.
Sempre uma total falta de respeito.

Boa semana pra ti e beijo.

Pensamentos Felizes disse...

parece-me que o mal é geral...
beijos e boa semana
Cris

a Prinçusa disse...

so para deixar um bjinho. ainda respiro :)


biju*